Article image
Beatriz Tavernaro
Beatriz Tavernaro22/08/2023 18:09
Compartilhe

Tipo de dados primitivos com JAVA

    Java é uma das linguagens de programação mais utilizadas do mundo, conhecida por sua robustez, versatilidade e uso ao longo da história da tecnologia. Uma parte fundamental da programação em geral é o entendimento dos tipos de dados, que formam a base da programação e são utilizados para armazenar informações e realizar operações.

    Vamos conhecer um pouco de cada tipo de dado primitivo mais utilizado na linguagem Java?

    LINGUAGEM ESTATICAMENTE TIPADA

    O Java é uma linguagem de programação estaticamente tipada. Isso significa que a pessoa programadora precisa declarar explicitamente a variável antes que ela possa ser usada. Essa checagem do tipo é feita em tempo de compilação no caso do Java, que é uma linguagem compilada.

    No exemplo abaixo eu estou tipando a variável (int), dando um nome para ela (numero) e já dizendo qual o conteúdo (123).

    int numero = 123;
    

    Temos então, os tipos de dados primitivos e os tipos de dados de referência.

    TIPOS DE DADOS PRIMITIVOS

    Os tipos de dados primitivos são os tipos mais simples mas comumente utilizados para representar valores individuais, o Java possui 8 tipos primitivos:

    • BYTE: Representa um inteiro de 8 bits. Isso significa que ele guarda do número -128 ao 127 (inclusive). Costuma ser utilizado para economizar memoria quando sabemos que o valor guardado nessa variável vai ser 'pequeno'.
    byte numero = -10;
    byte outroNumero = 109;
    
    • SHOT: É um tipo de dado inteiro de 16 bits. Seu valor mínimo é -32.768 e máximo é 32.767. Assim como no short, você também pode utilizar para economizar memoria nos casos em que se aplica.
    short ano = 2023;
    short quantidade = -30000;
    


    • INT: O tipo mais comum para representar valores simples. Representa um inteiro de 32 bits variando de -2.174.483.648 até 2.147.483.647.
    int distancia = 565899;
    int valor = -878595442
    


    • LONG: É um inteiro bem grande de 64 bits, tem um intervalo que vai de -263 até 263-1. É importante perceber que deve ser usado com relativa cautela uma vez que seu tamanho ocupa mais espaço na memoria que o tipo int. Na maioria dos casos o inteiro de 32 bits já é suficiente para as operações. No exemplo abaixo, observe o L ao final do valor, isso indica explicitamente que é valor é um long
    long populacaoMundial = 7900000000L;
    long minimo = -9223372036854775808L;
    


    • FLOAT: É usado para representar números de ponto flutuante com precisão simples. Ele ocupa 32 bits na memoria e fornece cerca de 7 dígitos de precisão decimal. É extremamente importante notar que, por conta da precisão baixa nos números depois da virgula o float não deve ser usado pra representar valores monetários em cenários reais. Repare no uso do f ao final do valor para representar o float.
    float altura = 1.70f;
    float temperatura = -3.14f;
    
    • DOUBLE: Representa um ponto flutuante de tamanho 64 bits mas ainda assim não é recomendado para valores monetários. Para isso, a documentação do Java recomenda o uso a classe java.math.BigDecimal. Para valores decimais, esse tipo double costuma ser a escolha padrão das pessoas desenvolvedoras.
    double pi = 3.141592653589793;
    double micrometro = 0.000001;
    
    • BOOLEAN: O tipo booleano tem apenas dois valores possíveis: true ou false. A melhor maneira de usar esse tipo é em checagens simples de verdadeiro ou falso.
    boolean status = true;
    boolean fazSol = false;
    


    • CHAR: Representa um único caractere Unicode que pode incluir letras, números, símbolos e caracteres especiais. No exemplo abaixo podemos ver que é possível utilizar a versão em Unicode do caractere que queremos representar. Sua implementação é feita com aspas simples depois do símbolo de igual. Também é possível realizar 'contas' com o tipo char.
    char letra = 'A';
    char simbolo = '\u03A9';
    char soma = (char)(letra + 1); //O resultado aqui será 'B'
    

    Esses tipos de dados primitivos são essenciais em Java e qualquer outra linguagem. São usados em uma variedade de situações para armazenar diferentes tipos de informações e cálculos. Ao entender cada um e como usá-los, você estará preparado para desenvolver qualquer código que surgir.

    Compartilhe
    Comentários (3)

    FR

    Francisko Rezende - 23/08/2023 08:31

    Legal demais Beatriz!

    Dorivania Minante
    Dorivania Minante - 23/08/2023 00:51

    Muito bom! Vou salvar aqui :)

    Obrigada

    misael andrejezieski
    misael andrejezieski - 22/08/2023 18:19

    Vou salvar com cola para o futuro.