Article image
Marcos Vieira
Marcos Vieira06/11/2023 09:46
Compartilhe

TORNANDO OS CONFLITOS SEUS MELHORES ALIADOS NA CARREIRA EM TECNOLOGIA

    CONTEXTUALIZANDO ūüďĖ


    Voc√™ provavelmente j√° notou que no setor de tecnologia, conhecido por seu ritmo acelerado e diversidade de perspectivas, o gerenciamento de conflitos vem se tornando uma soft skill de extrema import√Ęncia. Isso n√£o se aplica apenas ao contexto do mercado de trabalho, mas tamb√©m √† realiza√ß√£o de grandes objetivos. Afinal, nosso esfor√ßo n√£o se resume apenas a manter um emprego e pagar contas; ele √© uma oportunidade de criar impactos positivos em nossos ambientes e contribuir para o desenvolvimento cont√≠nuo da esp√©cie humana (parece exagerado e deveras rom√Ęntico, mas n√£o o √©. Trabalhar com tecnologia √© exatamente isso).

    Minha intenção com esse artigo é te entregar uma chave que poucas pessoas dominam: como podemos lidar com conflitos de maneira construtiva e produtiva, fazendo uso das divergências para impulsionar a inovação e a excelência no trabalho?

    Nas linhas seguintes vamos explorar a import√Ęncia do gerenciamento de conflitos e fornecer ESTRAT√ČGIAS PR√ĀTICAS para dominar essa habilidade essencial. Bora!



    UMA REALIDADE INEVIT√ĀVEL ‚öĒ


    Diversos times de pessoas diversas, que vivem buscando destaques pessoais, com objetivos muitas vezes bem definidos, mas in√ļmeras formas de se ‚Äúchegar l√°‚ÄĚ. Cada um com um know-how repleto de especificidades al√©m de uma mescla de culturas, formas distintas de se conectarem e expressar opini√Ķes em um ambiente de desenvolvimento que recebe atualiza√ß√Ķes, novas ferramentas e funcionalidades constantes. Este √© um breve apontamento sobre o que encontramos no dia a dia trabalhando com tecnologia.

    √Č poss√≠vel em um contexto assim n√£o haver conflitos? Acredito que nem mesmo Atticus Finch (refer√™ncia √† ‚ÄúTo Kill a Mockingbird‚ÄĚ escrito por Harper Lee onde Finch √© conhecido por sua calma, compaix√£o e toler√Ęncia) conseguiria se manter calmo todos os dias.

    Mas se os conflitos s√£o inevit√°veis, ser√° que n√£o podemos encar√°-los de outra forma? Ser√° que n√£o devemos fazer deles instrumentos para nos levar mais depressa para o desenvolvimento?

    Al√©m disso, conflitos n√£o gerenciados geram custos altos e t√™m impactos negativos significativos. A falta de gest√£o de conflitos pode deteriorar a motiva√ß√£o da equipe, prejudicar rela√ß√Ķes interpessoais e aumentar o estresse no ambiente de trabalho. Promovendo at√© mesmo √† perda de talentos valiosos e impactos negativos em e culturas corporativas.

    O que está em jogo é muito mais do que parece.



    5 ESTRAT√ČGIAS PARA DOMAR OS CONFLITOS TECNOL√ďGICOS ūüõ†ÔłŹ


    Depois de tudo isso, precisamos adotar estratégias para transformarmos as fraquezas em potencialidades, as pedras de tropeço em trampolins que nos projete para muito mais alto e mais longe!


    1.      ATENÇÃO COM A SUA COMUNICAÇÃO


    Precisamos iniciar por aqui. Todos os avan√ßos s√£o feitos a partir da comunica√ß√£o e por isso, o primeiro passo √© promover a comunica√ß√£o transparente e assertiva. Se expresse da forma mais clara poss√≠vel (e isso vai depender do interlocutor) ao passo em que carregue cordialidade e empatia em cada ideia passada. OK, isso pode ajudar muito a evitar os problemas, mas lembre-se nosso foco aqui √© saber o que fazer quando ‚Äúo leite j√° entornou‚ÄĚ como dir√≠amos aqui em Minas Gerais.

    Expresse tamb√©m suas preocupa√ß√Ķes e ou√ßa ativamente as perspectivas dos outros atrav√©s, assim voc√™ conseguir√° compreender com efici√™ncia as necessidades das partes envolvidas e chegar a solu√ß√Ķes mutuamente ben√©ficas.


    2.¬†¬†¬†¬†¬†¬†SEJA UM OUVINTE EMP√ĀTICO


    Este ponto poderia muito bem ser uma ramificação do anterior, mas nos meus quase 10 anos de experiência em liderança, acredito que ele mereça mais destaque.

    Vejo com frequência (muita frequência mesmo!) pessoas com extrema dificuldade em ouvir. Só de ler essa frase, provavelmente lembrou de algum colega, vizinho ou familiar. Mas aproveite que está se lembrando bem e lembre-se que quem está lendo este artigo é você.

    Faça uma avaliação sincera: você é um bom ouvinte? Você permite com que as pessoas concluam a exposição de suas ideias ou vive interrompendo os outros ou tentando acertar qual será o final da frase da pessoa que está falando?

    A pr√°tica da escuta emp√°tica envolve realmente entender e validar as emo√ß√Ķes e perspectivas das outras pessoas. Isso pode ajudar a acalmar as tens√Ķes, estabelecer empatia e construir confian√ßa, tornando mais prov√°vel que as partes envolvidas se abram a solu√ß√Ķes construtivas.

    Ouça com respeito e atenção: NÃO IMPORTA QUAL O SEU CARGO. Respeite (lembra da história de não ser dono da verdade?)


    3.      PRATIQUE A NEGOCIAÇÃO COLABORATIVA


    Negociar n√£o precisa ser uma competi√ß√£o para convencer completamente a outra parte. Ent√£o, considere encar√°-la como uma colabora√ß√£o. N√£o √© melhor buscar solu√ß√Ķes que satisfa√ßam as necessidades de todos os envolvidos? Assim avan√ßamos mais. Avan√ßamos juntos.

    Esteja disposto a ceder em algumas áreas (desde que isso leve a resultados mais favoráveis no geral), afinal de contas, não sei se você sabe, mas você não é o dono da verdade e isso pode ser extremamente difícil de entender, mas acredite outras pessoas podem estar enxergando pontos que não estão claros para você.


    4.      MEDIAÇÃO EXTERNA


    Muitas vezes, trazer um mediador imparcial para facilitar a resolu√ß√£o de conflitos tem se mostrado extremamente v√°lido. Esse terceiro pode ajudar a manter a comunica√ß√£o fluindo, garantir que todas as partes sejam ouvidas e sugerir solu√ß√Ķes imparciais. Considere isso.

    Na busca por grandes objetivos o importante não é ter certo e errado e sim avançar.

    Quando as partes envolvidas compartilham objetivos em comum, fica mais f√°cil trabalhar juntas. Identificar metas compartilhadas pode direcionar o foco em dire√ß√£o a resultados mutuamente ben√©ficos e ‚Äúno calor do momento‚ÄĚ, pode ser que sem um mediador externo os objetivos comuns podem perder lugar para as disputas (muitas vezes atreladas ao ego em detrimento dos avan√ßos).


    5.¬†¬†APRENDENDO COM O PASSADO E DESENVOLVENDO RELA√á√ēES DE LONGO PRAZO


    Veja bem, quantos conflitos você já presenciou o desfecho? Seja os que terminaram bem ou os que mal terminaram. Ambos precisam ter te ensinado alguma coisa. Não aceite sair de experiências sem carregar aprendizados.

    Analisar conflitos anteriores pode fornecer insights valiosos. Ao entender o que deu errado no passado, você pode evitar repetir os mesmos erros e melhorar suas habilidades de gerenciamento de conflitos.

    E, para al√©m de solucionar conflitos, concentre-se em construir rela√ß√Ķes s√≥lidas e duradouras com as pessoas ao seu redor. Isso cria um ambiente de confian√ßa no qual as partes se sentem mais dispostas a trabalhar juntas para resolver problemas.

    Aproveite e encoraje as partes envolvidas a verem os conflitos como oportunidades de crescimento e aprendizado. Ao abordar os conflitos com uma mentalidade de melhoria cont√≠nua, √© mais prov√°vel que sejam encontradas solu√ß√Ķes construtivas.



    CONSIDERA√á√ēES FINAIS ūüŹ≥


    O gerenciamento inteligente de conflitos emergiu como uma habilidade crítica e inegável. Entenda: nossa jornada na tecnologia não se limita apenas a tarefas rotineiras, mas sim a uma oportunidade de criar um impacto positivo em nossos ambientes e contribuir para o progresso humano. Neste contexto desafiador, é inevitável que conflitos surjam, dada a diversidade de perspectivas, culturas e metas. No entanto, a verdadeira excelência reside na maneira como abordamos esses conflitos.

    Seja alguém que marque sua equipe por ser um agente da paz e do desenvolvimento inovador.

    Cada conflito carrega consigo li√ß√Ķes valiosas que podem nos aprimorar como profissionais e como seres humanos. Concentrando-se em construir rela√ß√Ķes s√≥lidas e duradouras, podemos criar um ambiente de confian√ßa no qual as partes est√£o mais dispostas a colaborar na resolu√ß√£o de problemas e ao encarar os conflitos como oportunidades de crescimento e aprendizado, podemos garantir que nossa jornada na tecnologia seja marcada por inova√ß√£o, excel√™ncia e sucesso duradouro.

    Desejo a você, caro leitor, o avanço real e sincero na arte de gerenciar conflitos. Quem sabe um dia estaremos na mesma equipe aproveitando disso juntos.

    Compartilhe
    Coment√°rios (0)