Article image
Olival Neto
Olival Neto23/04/2023 13:07
Compartilhe

Quando a conta começa a Fechar - Do Back ao Front-end (A Minha Jornada Dev)

    Adquirindo novas habilidades, para potencializar as que já possuo. Estava me perguntando qual seria os próximos objetivos após estudar sobre back-end e front-end.

    Comecei pela lógica de programação, algoritmos, pensamento computacional. Depois, conheci a programação estruturada através do Python. Em seguida, para aprender orientação a objetos, comecei com Java.

    Após, entender orientação a objetos e os demais recursos do java, tal como, tipos de dados, sintaxe, coleções, manipulação de arquivos, sockets, estruturas condicionais e de repetição... surgiu a necessidade de aprender um banco de dados relacional, tal como, MySQL.

    Assim, entendi mais sobre a criação do banco de dados, estruturação das tabelas, consultas sql, relacionamento dos dados. Feito isso, ganhei novos poderes com o gerenciador Maven, que facilita a criação dos projetos.

    Logo, ao ter esse cenário, a necessidade de disponibilizar um aplicativo na web, que fosse possível acessar os dados do back-end, no front-end, surgiu.

    Assim, comecei a focar em aprender html, css, design responsivo, técnicas de seo, depois aplicando html5 e css3, para ingressar no JavaScript e conhecer o Reactjs.

    Entendo um pouco melhor como o front-end funciona, surgiu a necessidade de pegar o back-end, e surgir de nível, tal como, aprender um framework, para criação de aplicações web, ou disponibilizar serviços via api rest.

    Então, conheci o Spring Boot Framework, com JPA, passando pelo Spring Data JPA e Spring Web, onde tudo começou a fazer sentido. Assim, o próximo passo surgiu, ou seja, aprender sobre containers, tal como, Docker.

    Esse aprendizado dará a possibilidade de escalar as aplicações Spring Boot, além de aumentar a minha visão computacional sobre todas as fases da produção de um software robusto.

    Isso me levará aos microserviços, e a acessar plataformas como serviço, para hospedar as aplicações. Acredito que já para ver os possíveis caminhos, para o back-end Java, com estas habilidades.

    No futuro próximo, será inevitável não ser um Full Stack, com visão de engenheiro de software, gestor de projetos, tal como, vamos precisar de ferramentas de versionamento, tal como, git e github, e quem sabe trabalhar com equipes via Gitlab, com múltiplas equipes ao redor do país ou mundo.

    Quanto mais refinada for a sua habilidade, e o nível de serviço que ela oferece, assim como, o valor agregado que ela gera, maior será o seu valor profissional.

    Por isso, na área da programação, quanto maior o tempo que você trabalha com uma tecnologia, maior será o seu valor de mercado, pois, a expertise pode ser comprovada pelo tempo que você gera soluções, pelo valor que você gera a equipe, pelo tamanho da contribuição que você pode fazer, e dos resultados financeiros que serão gerados através do seu trabalho.

    Assim, a conta fecha.

    Gostou da visão?

    É só me seguir quem sempre tem novidades.

    LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/olivalpaulino/

    Canal do Youtube: https://www.youtube.com/c/OlivalPaulino/playlists

    #docker #java #mysql #git #github #sql #backend #springboot #microservice #html #css #javascript #reactjs #docker #python

    Compartilhe
    Comentários (1)
    Diogo Dantas
    Diogo Dantas - 23/04/2023 15:15

    O seu artigo me inspirou porque a minha jornada Dev é semelhante a sua.

    Gostei da sua visão!!